Volume 6, Número 2 (2016)

Editorial

O Instituto de Estudos Latino-Americanos, da UFSC, e o Grupo de Pesquisa Organização & Práxis Libertadora, da UFRGS, apresentam mais uma edição da Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos (REBELA).

Essa iniciativa de divulgar o pensamento crítico formulado no Brasil e também nos demais países de Nuestra América nasceu em 2011, quando a América Latina consolidava um processo de discussão e aprofundamento de uma integração que fosse além da proposta comercial. Agora, passados seis anos do primeiro número da revista, o continente passa por turbulências políticas e sociais, tornando-se cada vez mais necessária a crítica e a análise.

Nesse segundo número do Volume 6 abrimos com o texto do equatoriano René Báez,“Vida y obra de Agustín Cueva”, no qual apresenta o histórico da vida e do trabalho intelectual desse que é um dos mais importantes intelectuais do Equador e das Ciências Sociais latino-americanas, Agustín Cueva, responsável por trabalhos importantíssimos no campo da sociologia, literatura e no debate sobre o desenvolvimento capitalista nos estados nacionais latino-americanos. Em seguida temos a contribuição do mexicano José Carlos Valenzuela Feijóo, com o texto “O México Neoliberal: Economia e decomposição social”, no qual apresenta uma discussão sobre o domínio da política neoliberal no México e as perspectivas sociais com respeito ao futuro.

Na sequência tem o brasileiro Gilberto Felisberto Vasconcellos e o texto O Pensamento Dialético de Luís da Câmara Cascudo e os 60 anos do Dicionário do Folclore Brasileiro”, com uma análise sobre a obra do importante pensador brasileiro Luís da Câmara Cascudo e o seu famoso dicionário.

Outro artigo à disposição é o Dependência, imperialismo e capital-imperialismo: a dinâmica da posição brasileira na América Latina”, de Meire Mathias e Cássius M. T. M. B. de Brito. Nesse texto os autores discutem a situação do país na dinâmica atual da acumulação capitalista mundial, tendo em vista a organização dos Estados capitalistas no sistema internacional. O próximo texto é O Foro de São Paulo e a Política Externa do Partido dos Trabalhadores: convergências ou divergências nos governos Lula da Silva e Dilma Rousseff”, de Mariana Maia Ruivo, Giordano de Sousa Almeida e Sara Toledo. Eles buscam identificar possíveis convergências entre as propostas do Foro de São Paulo (FSP) e a política externa brasileira (PEB), entre os anos de 2003 e 2014.

Em seguida temos o artigo “Soberania e participação populares no Novo Constitucionalismo Latino-Americano: uma análise da Constituição venezuelana de 1999”, de Marcel Soares De Souza, o qual analisa as relações entre soberania popular e constituição a partir da experiência venezuelana, consubstanciada na Constituição da República Bolivariana da Venezuela, promulgada em 15 de dezembro de 1999.

Mário Costa de Paiva Guimarães Jr. e Tiago Camarinha Lopes trazem o texto “O Desenvolvimento Desigual e Combinado: paralelos entre as obras “História da Revolução Russa” de Trotsky e “Dialética da Dependência” de Ruy Mauro Marini”, e comparam passagens específicas das duas obras no que diz respeito à Lei do Desenvolvimento Desigual e Combinado. Logo em seguida, como último artigo, temos O sentido do trabalho no contexto da crise estrutural do capital”, de Alexandre Macedo Pereira, Luciana Dolci Neto e Leila Salles da Costa, discutindo o contexto da crise estrutural do capital no Brasil (2008-2016), e, sua consequência no campo social, político, econômico e ético.

A resenha “Dependência e Marxismo: Muito mais que uma coletânea” é de Maicon Cláudio da Silva, que apresenta o livro Dependência e Marxismo: Contribuições ao debate crítico latino-americano, organizado por Raphael Lana Seabra, reunindo seis artigos sobre o tema da dependência.

O Ensaio Fotográfico é do jovem fotógrafo Felipe Maciel Martins que apresenta a “Ação Cultural pela Liberdade: CIRCULA na Ocupação do Contestado”, no qual registra a intervenção do Circuito de Cinema Latino-americano e Caribenho Alí Primera (CIRCULA) na Ocupação Contestado, localizada na cidade de São José (SC).

Deixamos com vocês uma edição de grande qualidade que traz importantes contribuições para pensar a América Latina.

Boa leitura.

Coletivo editorial.

Resenhas

Ensaios Fotográficos

Autores desta edição