10 anos do governo Evo Morales: O “Nacionalismo Indígena” no poder?

Autores: 
Joallan Rocha

Resumo

No final de 2015 completam-se 10 anos da eleição de Evo Morales, o primeiro presidente indígena na história da Bolívia, eleito com 52% dos votos em dezembro de 2005. Morales foi eleito após um ciclo de rebeliões populares entre os anos 2000 e 2005 que marcaram profundamente a história recente do país. A vitória eleitoral de Evo Morales significou uma dura derrota dos partidos tradicionais, que governaram a Bolívia desde o fim da ditadura militar em 1982. A discussão sobre o caráter e a natureza do governo Evo Morales tem suscitado uma serie de polêmicas no interior da esquerda e da intelectualidade boliviana. Este artigo retoma parte do debate realizado por alguns dos intelectuais mais importantes da Bolívia na atualidade, entre eles, destaco o atual vice-presidente Álvaro Garcia Linera2 e o filósofo e cientista político Luiz Tapia3 (ambos pertenciam à um grupo de intelectuais conhecido como COMUNA).