Um povo que, para o estado, não existe

Um povo que, para o Estado, não existe

Sinopse

Quando o estado brasileiro decidiu por em movimento o projeto Matopiba, a história era a de levar o progresso para o cerrado. Levar gente para uma terra aparentemente vazia. Só que não é assim. Esses espaços esquecidos do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia são eivados de comunidades, que vivem suas vidas na paz. Esquecidos das políticas públicas, mas não da vida plena. Agora, com o avanço da fronteira agrícola e todas as vantagens para os fazendeiros, as comunidades sofrem.

A jornalista Giselle Zambiazzi está no Piauí, na região sul, e conversou com Altamiran Ribeiro, da CPT-PI. Nesse depoimentos ele explica sobre os impactos produzidos pelo Matopiba sobre a vida das comunidades do Cerrado que vivem naquela região. Além da destruição dos seus modos de vida e do meio ambiente, há muita insegurança e violência sobre a população que não vê nenhum retorno das promessas de desenvolvimento e riqueza tão propaladas pelo projeto que anuncia o Brasil como "celeiro do mundo". O que ha é a distribuição da miséria que não existia antes na região. Vale ouvir até o fim!