Gel de coca alivia os sintomas do Chicungunha

2 de Agosto de 2016, por Maria Silvia Trigo

Foto: El Deber
Foto: El Deber

Quatro estudantes do curso de Fisioterapia e Kinesiologia da Universidade de Aquino,  Bolívia (Udabol) desenvolveram um gel para aliviar a dor das articulações produzida pelo vírus do chicungunha, que afeta principalmente as mãos e os joelhos.  

A particularidade do unguento é que ele é feito a base da folha de coca e sua efetividade tem sido comprovada por vários pacientes que procuram o gabinete médico da universidade. 

Inspirados nos benefícios da folha de coca, os alunos decidiram investigar se ela tinha efeitos analgésicos nas articulações e se podia diminuir a dor produzida pelas sequelas do vírus.  “A coca tem 14 alcalóides, nós sintetizamos quatro deles que têm propriedades analgésicas”, explica Hugo Núñez, um dos estudantes que desenvolveu o gel. Mediante um processo dissolvente orgânico polar, que consiste em macerar as folhas em álcool, eles conseguiram separar os alcaloides e sintetizar para aproveitar suas propriedades contra a dor. 

“O vírus do chicungunha fica nas articulações e impede a irrigação sanguínea, por isso os anti-inflamatórios não conseguem chegar diretamente no lugar da dor”, explica Damaris Vaca e assegura que os princípios ativos do gel penetram diretamente pela pele. 

As provas

Para analisar os benefícios os estudantes colocaram o gel três vezes ao dia nas áreas afetadas dos pacientes que tiveram o vírus e constataram que aliviava mesmo a dor.  Agora eles estão buscando avaliar os resultados utilizando o ultrassom, uma terapia que facilita a penetração do medicamento e devem usar também em pessoas com problemas reumáticos. “Ainda que não possa curar a artrite, o gel pode acalmar a dor”, diz Linda Céspedes.

O gel ainda não está à venda, mas os estudantes da Udabol o aplicam no gabinete médico que atende gratuitamente a população durante às tardes.  

O invento é um dos projetos vencedores da Feira de Ciência e Tecnologia, organizado por aquela casa de estudos. 

Outros projetos vencedores da feira de ciência e tecnologia

Os alunos do terceiro semestre do Curso de Engenharia Comercial elaboraram sorvetes a base de bebidas como cerveja, fernet de menta e run, com uma porcentagem mínima de grau alcoólico. O projeto, denominado Helicor, mescla o sabor das bebidas com creme. 

Por outro lado, os estudantes de Psicologia desenvolveram um projeto de efeito placebo para uso no climatério, visando diferenciar os sintomas psicológicos dos físicos em mulheres entre 45 e 55 anos.  Para o estudo trabalharam com 10 pacientes, a quem deram uma pastilha sem propriedades analgésicas (continha apenas vitamina C) e evidenciaram que reduziam alguns sintomas como a dor de cabeça, por exemplo. O projeto continua com capacitação sobre a menopausa, que busca desmentir o mito de que é uma “etapa catastrófica”, explica Lorena Ovando, uma das estudantes envolvidas.

Publicado originalmente no jornal El Deber - traduzido por elaine tavares