A política social em Cuba

15 de Junho de 2017, por Elaine Tavares

Foto: Dilceane Carraro
Foto: Dilceane Carraro

A professora cubana Olga Pérez Soto esteve na UFSC falando sobre a política social de Cuba. Na sua conferência mostrou como o projeto de país e a proposta de desenvolvimento socialista está visceralmente ligada à proteção da pessoa. Segundo ela, não há qualquer decisão que seja tomada sem que se leve em conta a população e o seu direito à saude, educação, arte, moradia e segurança. 

O processo cubano de tomada de decisão, não apenas sobre os direitos sociais, mas sobre economia, política e segurança, passa pela participação protagônica de cada pessoa, uma vez que a democracia socialista se expressa justamente na participação desde o bairro, passando pela cidade, estado e país. Cada ação é discutida desde a base e o governo segue a lógica do mandar obedecendo. 

Olga mostrou que mesmo no chamado "período especial", quando da queda do bloco soviético, com o qual Cuba tinha muitas parcerias, o governo preferiu cortar gastos em todas as demais coisas, menos nos direitos da população. E ainda que tenha havido muita dificuldade para manter o povo com o mínimo para uma vida digna, não se arredou pé da decisão de que a pessoa devia estar em primeiro lugar.

Segundo a professora da Universidade de Habana, Cuba, apesar de não ser um país rico, tem conseguido garantir uma política social de qualidade. E isso só tem sido possível porque o modelo de desenvolvimento é o socialista. Numa proposta capitalista o ser humanos sempre será preterido pelo capital. Não é o que acontece em Cuba. 

Olga mostrou que ainda existem muitos problemas e muitos desafios a serem vencidos, até porque o país enfrenta um bloqueio econômico há mais de 50 anos, o que faz com que tudo o que chega a Cuba desde fora, seja sempre bem mais caro. Agora, mesmo com as mudanças na economia e a abertura para negócios privados, a população sabe que o bem estar do povo sempre estará em primeiro lugar.

A conferência completa em breve será divulgada.  

Fotos: Dilceane Carraro
Fotos: Dilceane Carraro