Florianópolis: mobilização contra a reforma da Previdência

6 de Dezembro de 2017, por Elaine Tavares

Trabalhadores passaram por cima do recuo das Centrais
Trabalhadores passaram por cima do recuo das Centrais

Em Florianópolis a mobilização começou as 16 horas, com o fechamento dos pontos de entrada e saída dos ônibus do Terminal Central. Por decisão dos motoristas e cobradores o terminal permaneceria fechado até as 17. Houve protestos por parte dos usuários, mas mesmo assim a paralisação foi realizada.

Depois, os trabalhadores se colocaram em frente ao Terminal onde, com carro de som, passaram a dialogar com a população explicando a verdadeira face da reforma da Previdência e mostrando que a proposta só é boa para os patrões.

Apesar de, em nível nacional, a maioria das Centrais Sindicais ter adiado o protesto, as bases de trabalhadores não acataram o recuo. Por isso, estiveram na rua várias categorias e partidos políticos. Os trabalhadores sabem que só a luta pode impedir que mais esse ataque se efetive. Com a reforma proposta por Temer a aposentadoria deixará de ser possível para a maioria dos trabalhadores, cujo destino será trabalhar até morrer.

Na próxima semana nova manifestação deve acontecer.

Partidos de esquerda também foram
Partidos de esquerda também foram