As Jornadas Bolivarianas são encontros anuais dedicados a análises da vida política, econômica e cultural dos países latino-americanos.

As Jornadas Bolivarianas tiveram sua primeira edição no ano de 2004, quando foi criado o projeto Observatório Latino-Americano, nascedouro do IELA. A partir daí firmaram-se como o mais importante evento do Instituto, sempre pautando temas importantes sobre a realidade latino-americana.

Para além das tentativas recentes de integração, pode-se observar que subsiste certa resistência ao estudo e à reflexão sistemática sobre os países da região e seus principais problemas. Tal situação obedece, obviamente, à lógica do eurocentrismo que domina as ciências sociais em todo o terceiro mundo nos países periféricos, e que é particularmente forte no Brasil.

Assim, as Jornadas têm a função de divulgar o pensamento próprio que as ciências sociais já conquistaram em períodos anteriores, e que em grande medida foi desconsiderado entre nós tal a influência do eurocentrismo e do colonialismo. Além disso, procuram refletir, com destacados cientistas sociais da América Latina, a tradição científica e os novos desafios políticos e intelectuais que a realidade dramática de nosso continente está exigindo.

Esta ruptura é, portanto, a condição necessária para o desenvolvimento de um pensamento próprio, sem o qual não será possível superar a condição de periferia que marca a nossa formação social.

Essa é uma tarefa urgente, favorecida pelas condições sociais e políticas dominantes na América Latina que exigem uma reflexão crítica capaz de dar respostas aos grandes problemas com os quais nos defrontamos em todos os países da região.

XIV Edição (2018)

As Jornadas Bolivarianas de 2018 ocorrerá do dia 7 ao dia 9 de maio, na Universidade Federal de Santa Catarina.

Edições Anteriores

Clique nos eventos da linha do tempo para acessar informações, enlaces e documentos disponíveis sobre os congressos

A educação na América Latina: 100 anos da Reforma de Córdoba

Vídeos na íntegra dos debates realizados durante as Jornadas Bolivarianas de 2017

Conferência das Jornadas Bolivarianas - 13. Em busca da interculturalização da Educação Superior na América Latina. Luis Fernando Sarango Macas. Pluriversidad Amawtay Wasy. Maio. 2017  

Conferência das Jornadas Bolivarianas - 13. Dilemas atuais da educação brasileira. Ivo Tonet. UFAL/Brasil - Maio. 2017

Equipe de trabalho: Organização: Elaine Tavares e Maicon Cláudio da Silva

Imagens: Rubens Lopes, Pedro Cruz

Transmissão on line/ Técnica: Guilherme...

Conferência das Jornadas Bolivarianas - 13. Educação e Revolução no ISEB: a experiência dos cadernos do Povo Brasileiro. Angélica Lovatto. UNESP/Brasil - Maio. 2017 Equipe de trabalho:

Organização: Elaine Tavares e Maicon Claudio da Silva

Imagens: Rubens Lopes, Pedro Cruz

...

Conferência das Jornadas Bolivarianas - 13. A universidade necessária como superação da universidade operacional e inclusiva. Nildo Ouriques/UFSC - Maio. 2017

Equipe de trabalho:

Organização: Elaine Tavares e Maicon Claudio da Silva

Imagens: Rubens Lopes, Pedro Cruz

...

  • 1
  • 2

Os Rumos da Crise na América Latina

Vídeos na íntegra dos debates realizados durante as Jornadas Bolivarianas de 2016

  • 1
  • 2

Literatura e Política na América Latina

Vídeos na íntegra dos debates realizados durante as Jornadas Bolivarianas de 2015

  • 1
  • 2

A América Latina e os 40 Anos da Teoria Marxista da Dependência

Vídeos na íntegra dos debates realizados durante as Jornadas Bolivarianas de 2014

Megaeventos esportivos: impactos, consequências e legados para o continente latino-americano

Vídeos de debates e entrevistas realizados durante as Jornadas Bolivarianas de 2013

Professor Nilso Ouriques (Unoesc), durante a nona edição das Jornadas Bolivarianas - " Os megaeventos esportivos - Impactos, consequências e legados na América Latina" - na Universidade Federal de Santa Catarina - Abril. 2013 - Promoção e Realização: Instituto de Estudos Latino-Americanos

O Caribe: espaço estratégico na América Latina

Vídeos de debates e entrevistas realizados durante as Jornadas Bolivarianas de 2012